O Kung Fu de um dedo

Olá pessoal!

Neste post original do nosso blog, respondo a pergunta de um amigo que questionou sobre a veracidade do vídeo abaixo:

Como a maioria das coisas no Kung Fu não conseguem se resumir em “sim ou não”, fica minha resposta:

Observando o vídeo, a única coisa que me chamou a atenção de não conformidade é não ter o indivíduo se colocando ou saindo da posição de equilíbrio em um dedo. Naturalmente, por conta da idade, ele pode ter dificuldade em se colocar na posição, mas não de se manter nela. Então podem ter cortado essas partes para ele ser ajudado, o que não diminuiria o mérito de conseguir se equilibrar em um dedo só, o que considero possível sim.

O homem

O senhor em questão é chamado de Hai Deng, colocado como monge budista e artista marcial. Também é dito que ele foi um dos abades de Shaolin de forma provisória. No entanto, ele não é relacionado como um dos abades pela própria lista oficial de Shaolin aqui. Também não é citado na lista de abades honorários aqui.

O vídeo faz parte de um documentário maior, chamado “Corpo, Mente e Alma”. Tem ele completo aqui.

O contexto

O legal (ou não) é que no vídeo fala sobre algumas coisas estranhas. Por exemplo, que um dos monges que aparece no vídeo está fazendo um filme de Kung Fu. O monge é Jet Li.

Mas Jet Li nunca foi monge, ele era aluno da Beijing Wushu Team, uma das escolas de Kung Fu Moderno mais conceituadas do mundo. Ele foi treinado por Li Junfeng, uma das lendas em termos de treinamento de Kung Fu Moderno. Você pode ler um pouco sobre isso aqui.

O vídeo completo mostra ainda uma “apresentação de monges” na cidade e na cena surgem mulheres e praticantes de cabelo comprido. Claro que mulheres podem adotar a vida monástica budista (monja Cohen tá aí!), mas todos devem raspar os cabelos para isso, em Shaolin.

A conclusão

Assim, me parece que existem uma série de inconsistências em torno do feito de Hai Deng. Então, talvez ele tenha de fato o mérito de ter a habilidade de concentração e força em um único dedo. Mas, por outro lado, forçaram a barra para dar à ele uma aura que talvez ele mesmo não tenha consentido ou sequer percebido.

Inclusive considero que pode ser possível reproduzir esse feito com atletas de outro tipo, como os da Escalada Esportiva.

E você? Acha que essa técnica demonstrada é verdadeira ou é montagem? Sabe mais alguma coisa sobre esse episódio do Kung Fu? Comente abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *